27.4.12

FORMOSA
Ilustração: Sidney Ramos
 
 
AMOR NO INFINITO
Sidney Ramos

Estou aqui
Pensando
Como seria
Se estivéssemos juntos.
Sonhando acordado,
Dormindo em teus braços,
A vida lá fora
Em busca do amor 
No infinito
Sem olhar dividido.
Eu vi em você
Vi você comigo,
Agora quero decidir
Ser teu no meu canto,
Coração de quem ama
E deixo feliz
Aquilo que está aqui,
Amor no infinito
Sem olhar dividido.

7 comentários:

Thiago Marques disse...

Sempre bom essa visita aqui .. Clima e poesia .. Bom demais

Milla disse...

Sidney

Muito bom seu blog, parabéns! passei para retribuir a visita e gostei bastante do que vi por aqui. Volte sempre aos 'fragmentos'.

Stela Emilia Gusmão disse...

Bravo poeta, gostei imensamente de ter descoberto os seus textos, o virtual realmente nos surpreende a cada dia, qta gente valorosa!um abraço Sidney

Fabricante de Sonhos disse...

Oi Sidney!!
Amei a sua visita! Ando sumida da blogsfera, mas em breve voltarei com força total!
Muito bom passar aqui no teu cantinho para me deliciar com essas imagens tão lindas, tão artísticas e suas palavras sempre poéticas...
Taí duas coisas pelas quais eu me encanto... Sonhar acordada e amor no infinito! Adorei a poesia...
Um grande beijo!!!

Milla Borges =)

Sidney Ramos disse...

Obrigado pela visita Milla Borges.
É, aqui desenvolvo meu trabalho com muita dedicacão e dificuldades Mais afinal,devemos compreender esse destrato com a poesia na essência da própria época por que passamos e vivemos de profundo retrocesso ideológico e cultural da humanidade.
Tratam de destruir os últimos resquícios de resistência cultural ainda existente.
E estamos aí situados na resistência.

Anônimo disse...

No auge da vida ele pensou no inicio, sofreu sua ausência sentiu a derrota, pois ¨passou pela vida e não viveu¨
Sentindo o fim, bradou aos ventos que seu pensamento voasse dalí, e à luz que cagasse seus olhos pois que a morte é terrososa!
A agonia acumulada do último dia cerrou seus dentes, gritou roucamente seu pranto e a morte o levou.
Essa é a poesia sobre a qual lhe falei (para o concurso do colégio) É apenas para vc!

Anônimo disse...

e à luz que cegasse...