1.8.09

PIRULITOS
Ilustração: Sidney Ramos
BOM DIZER
Sidney Ramos

Aprendi não amar 
Mais você.
Não sofrer, não chorar,
Tudo bem
Você não é quem eu pensei.
Como é bom dizer pra mim
Foi difícil, mas esqueci.
Foi muita dor que acabou.
Como é bom dizer assim
Demorei mas vou partir.
Tudo bem

Venho aqui abraçar-te,
Um abraço de amigos

Sem mágoas.

27 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A amizade é assim:
É sentir o carinho,
É ouvir o chamado.
É saber o momento
de ficar calado.
Amizade é somar
alegrias, dividir tristeza.
É respeitar o espaço,
silenciar o segredo.
È a certeza
da mão estentida.
A cumplicidade que
não se explica,
Apenas vive!

¨Olavio Roberto¨
Desejo um lindo final de semana
Abraços

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Sidney! Realmente, chega o ponto em que a pessoa tem que se permitir alguns momentos de reflexão, e assim, autovalorizar-se e, decidir o que é bom pra sí.

Abraços,

Furtado.

Laura disse...

Oi Sid

A vida são mágoas
Mágoas presentes e passadas
Mágoas pelas águas levadas
Saudade que se vai
Esperança que renasce
No alvor da nova madrugada
E quando o coração fica livre
O amor pode voltar
A tomar o seu lugar
Sem a ninguém, magoar !...

Beijinhos e que a felicidade brilhe de novo em seu olhar..
laura.

Sonia Schmorantz disse...

Despedir-se sem mágoas já é bom, apesar dos pesares, mas é preciso que nos amemos primeiro, para depois ter amor para dar...
feliz domingo, um abraço

Laura disse...

Oi Sid, adorei o bate papao com o Gil do seu País...foi lindo a troca de palavras..Beijinhos e tenha um bom Domingo...laura.

Vieira Calado disse...

Outro abraço

daqui.

Thiago Marques disse...

e que bom saber que os problemas continuam sendo superados e aproveitados como lições,é assim que realmente crescemos como humanos.
resistindo aos obstacúlos e tirando forças e ensinamentos deles.
e como é bom dizer além tudo;
cada poema seu aprendo como fazer os meus!!!

grande abraço meu irmão!!!

Laura disse...

A vida é um constante percorrer de dores, de caminhos, de sonhos...
Beijinho meu, laura.

Dalinha Catunda disse...

Olá Sidney,

Gostei das poesias, do colorido das ilustrações.
Lialguns de seus poemas voltarei para ler outros.
Um abraço,
Dalinha

Laura disse...

Transformar o velho amor
Numa nova amizade
Para a vida
Ser capaz de perdoar
Uma traição
Uma ferida
Que se guardou no coração
É bom que desse amor
Fiquem pedaços da paixão
Que se viveu
E que possa ficar também
Todo o amor que nos envolveu!...

Beijinho da laura, escrevendo poesia...num qualquer lugar, porque ela flui...

mixtu disse...

um esquecer...

um abraçar...

um vir...

sem mágoas

poesia...

abrazo serrano y europeo

Efigênia Coutinho disse...

Você não é quem eu pensei.
Como é bom dizer pra mim,


BRAVO!!!
Belo momento de decisão,
bela poesia,
Efigênia Coutinho

Laura disse...

claro que é bom chegarmos à conclusão que a pessoa não é a nossa medida..mais vale do que continuar vivendo mal e sem amor..xi, beijinhos meus, laura.

Laura disse...

Só um abraço..Passei o dia na praia e foi maravilhoso..laura.

mixtu disse...

a ver se tens a certeza que aprendeste a não amá-lo :)

abrazo serrano

tulipa disse...

Muito obrigado pela sua visita em meu blog.
Quero que seu pensamento se liberte e voe alto, se inunde de tranquilidade que bem merece.

Venho dizer que já há "novidades" nos meus 2 blogues, se quiser dar uma espreitadela, será benvindo.

Para "louvar os meus momentos perfeitos" fiz uma pequena brincadeira com palavras minhas, uma imitação de poesia; se ficou curioso, venha ver.

Beijinhos.

Bichodeconta disse...

Que bonito esse seu abraço de amizade em alguém que já amou! Tenho pena de que as pessoas , quando o amor deixa de acontecer verem os piores inimigos, nunca entendi porque..Acabou o amor? não é mais agradável estar com aquela pessoa, esgotou a relação? Pois que bom que venha esse abraço de amigo, o coração sem procurar vai encontrar um novo amor. E digo sem procurar porque não acredito que amor se possa procurar, acredito sim que o amor toma conta de nós quando menos o esperamos.. Aí há que dar espaço ao coração e deixar que o amor se instale novamente, sem medos.. Um beijinho , e vamos controlar essa sono..E tanto trabalho , também é preciso ter um pouco de tempo pra voce.pra regar suas amizades como quem cuida de flor.. Te mando um beijo perfumado de jasmim..

Laura disse...

Ahhh, nino Sid, aos fins de semana tem o mar pertinho e vai para a esplanada ve ro mar, os borrachinhos e comer camarãozinho, bebe ruma ecrvejinha ah, coisa boa e eu ja nemt enho essa sorte...ehhhh e o fim de semana já começou hoje..beijinhos Sid..da, laura

AFRICA EM POESIA disse...

Lindo o teu blogg

E eu cheguei...
Caminhei pelas pedras do caminho e deixei...Poesia...

Um beijo



Milho


Milho
Milho rei...
Que enche a planície
Verde...
Toda verde...
Porque tu...
Milho...
Milho Rei...
Amarelo e...
Vermelho...
Cobres-te...
De folhas...
Folhas que te agasalham...
E te protegem...
E aí ... vais crescendo
E só adulto...
É que vais deixar
Que as tuas folhas verdes...
Fiquem amarelas...
E deixas que...
Te dispam
Para te poderem ter...




Lili Laranjo

Ricardo Calmon disse...

Belo blog Sidney,colorido como a vidaintenso post esse,com uma prática pouco usual para o masculino amor,dele falar,quando já não mais existe ,de saudável e cavaleirsca maneira!
Viva Vida!

Ricardo Calmon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo Calmon disse...

digo,cavalheiresca maneira!
seguidore seremos?

Viva Vida!

mixtu disse...

o partir...

para sempre

ou não...

abrazo serrano

Maria Clarinda disse...

Lindo este teu post e passear pelo teu espaço foi lindo!
Jinhos muitos

Laura disse...

Moço, Moço, Moço, Moço,
Post Novo
Post novo Post novo.... e beijinhos.

rafael fittipaldi disse...

Olá amigo. Há quanto tempo. Quantos ventos tóxicos, loucos e afrodisíacos sopraram por esse seu coração de mandacaru? Quantas marés subiram e vazaram dos olhos negros? Quantos rodopios em cais de pedra, quantos abraços de Yemanjá, quantos sóis abrasivos, equatoriais, atlânticos?

Fique bem. Um abraço!

Vieira Calado disse...

Olá,amigo!

Bem bonito é ver o sol a amanhecer
com a amada logo ali, ao lado...

Abração