1.7.09

JARDINS
Ilustração: Sidney Ramos
FAUNA E FLORA
Sidney Ramos

Fauna mulher,
Flora amiga.
Primeiro dia
Falta a alegria da nossa terra.
Uma carta direto espera
Sentir tua presença bronzeada
Com o perfume das serras
E serestas inflamadas.
Saudade de vocês meninas.
Uma carta chama querida,
Naqueles dias
Tudo era mais bonito.
Recordo as fotografias,
Agente brincava nas árvores.
Bonita era a dignidade,
Saudade de vocês meninas.
Solver, desfrutar desta alegria,
Bonita é a dignidade,

Fauna mulher,
Flora amiga,

Mulheres da beleza
Não venham com isto,
Demonstrar fragilidades.
Mulheres da beleza

Não queiram com isto.

27 comentários:

Laura disse...

Olá, a começar, belissimo vitral, adoro vitrais...
O poema da saudade das meninas, das coleguinhas, das irmãs, das amigas, das mulheres? enfim, saudade que quem nos faz sentir bem...
belo poema e bem conseguido..beijinhos da laura.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amigo! Lembranças! As lembranças quando de coisas boas, até que valem a pena, é um reencontro com a felicidade do passado. Belo poema.

Abraços,

Furtado.

Sonia Schmorantz disse...

Amigos de outras eras, amigos sempre, lembranças que resultam em bela poesia. Muito bonito.
Um abraço

Laura disse...

Pois foi, pois é, as amigas irmãs, as coleguinhas, nada mais , nada menos serão, do que os animais do seu trabalho, aqueles animais irmãos que a natureza cria, e cuida, nos prados verdejantes, nas colinas, nos montes. Muito bela a poesia querido Sid, muito linda. Vê-se que adora a natureza e os seus animais!...
Um beijinho e felicidade..laura.

Laura disse...

Ahhh se a carta for minha...ahhh, já seguiu, bronzeada até ando, já que percorro as ruas da minha cidade vezes sem conta, e,e stá um sol estonteante..Ainda agora cheguei de andar por lá desde as 10 da manhã..Beijinhos com afecto, da, laura.

Laura disse...

Olá fauna e flora. Que pena eu tenho de estar longe dessa terra linda, ainda tãos elvagem na sua fauna e flora, tão selvagem como eu me sinto, porque tenho ainda muito que explorar por este mundo fora..Um abraço da laura.

Laura disse...

Moço, adoraria ter no meu blogue uns cogumelos como esses sempre luzindo..como se faz? me explica por favor..laura.

Bichodeconta disse...

Parabénsmeu amigo pelo magnifico poema.. A Laurinha está sempre na brincadeira, é o que nos vale para animar muitas das vezes.Estou á espera de uns chás prometidos, diz que curam todas as maleitas.. .Deixa seus males e vem em nosso socorro. Ela é feito poema
sozinha é Fauna e Flora.
Eu passei para te ler e para te deixar um abraço e desejar bom final de semana..Ai Deve Ser muuuuuuito bom..Como vão seus trabalhos, me fala pela porta do quintal.. Um beijinho, Ell

Thiago Marques disse...

bonita era a dignidade
bonita é a dignidade
fauna... flora ...
dignidade...
espero um dia que a natureza nos aceite como parte dela.


como sempre mais um grande poema.
abração meu parceiro!!!

Laura disse...

Nina Ell, a laurinha está sempre na brincadeira? pois que bom, houve tempo em que não consefguia e foi cá uma canseira para vós, ah, diz lá quantas vezes vieste enxugar minha slágrimas, ah, coraçõezinhos bons sois todos os meus amigos que em meu redor querem ver a Luz brlhar..Obrigada aos dois pela generosidade de vosso coração..Beijinho de Bom Domingo, cheio de sol, aqui não brilha, promete chuva..laura.

Laura disse...

Moço, lá quis levar os cogumelos para o meu blogue, fiz tudo direitinho, mas depois dava failed, xiça, fiz cópia para minha pasta e agora v ver se consigo mas tinha tudo para ir parar ao meu blogue..a ver se consigo..beijinhos.

AFRICA EM POESIA disse...

Passei e deixo um beijo


CHEGUEI...

Cheguei aqui e parei...
Cheguei aqui e sorri...
Sorri com muita força...
Pois sei que aqui sou eu...

Aqui paro e escuto...
E sei que escuto o que eu gosto
E sinto o carinho que me cerca
E sei que é um querer de verdade...

Porque aqui...eu estou...eu fico...eu sou!...
E quando a amizade é de verdade...
Eu cresço e fico muito maior...

É por isso...
Que eu sou pequena...
Mas muitas vezes...
Me sinto "grande"-

Lili Laranjo"Reticências Apenas"

Laura disse...

A Lili Laranjo, já estive em casa dela uma vez, num encontro de gente da nossa terra (Angola) beijinhos a ela e para ti também, Sid!...
Laura..

Laura disse...

Acho que já fiz os convites para os blogues de todos, deixa ver se aparece...é que sou azelha ehhhh..beijinho meu. laura.

Laura disse...

Olá nino Sid..que saudade de um email de uma conversa de Domingo sentados na soleira da porta a ver passar o pessoal, parando um e outro para conversar também..Beijinhos e um dia feliz, tomandos eu chope, comendo camarões e tendo por companhia, uma garota e tanto..valeu? Beijinhos meus.laura.

Fabricante de Sonhos disse...

A natureza sempre linda, somada a linda natureza de mulher e mais versos...
Uma saudade, uma amor, uma carta e palavras...
Ahhh meu poeta, assim vc me mata!

Belíssimo!
Íssimo!
Íssimo!

Um beijo enorme....

Laura disse...

Olá Sid, obrigada pelo maravilhosos poema deixado no resteas. mas que lindo e que imaginação..vc é o poeta da gente que diz as palavras certas na altura certa..Gostei. beijinhos a vc , da laura. postei sobre a terra onde nasci, vá ver como é um lugar lindo que ainda existe entre a fronteira de Portugal e Espanha.
Beijinhos meus, laura.

Laura disse...

Minha nossa, como eu adoro estes cogumelos mudando de cor e tentei, mas saem parados e d euma so cor, que pena, mal venha meu amigo administrador do blogue e peço a ele que copie, adoro muito, muito, coisa linda..beijinhos.

Bichodeconta disse...

De novo admirando este vitral de rara beleza.E deixando um abraço..Seus afazeres certamente lhe tomam todo o tempo.É bom, mas por vezes faz-nos falta sua companhia e suas palavras sempre tão doces e carinhosas.São como que uma seção de psicoterapia..Não ri amigo, é o que sinto quando o tempo me permite passear por aqui, parar em seu jardim, mergulhar no perfume das palavras.. Um beijinho..Bom final de semana que se apróxima..

Rafeiro Perfumado disse...

Esses cogumelos têm aspecto de serem daqueles que só se come uma vez!

Laura disse...

Ah, nina ell, já somos duas a reclamar do rapaz, ehhhhhhhhh...Ele disse que anda com demasiados afazeres e quando tiver mais tempo, ele volta a alegrar o nosso espaço...Beijinhos nino Sid, nina Ell, aos dois..laura.

Laura disse...

Pronto, Sid, já tenho vc linkado o gestor do blogue já o fez...tá tudo bem agora? Beijinhos, laura

Laura disse...

Sid, Sid, então? como vamos? post novo, uma prosa do teu trabalho, do ambiente, uma foto das tuas matas do terreno que pisas quando andas por ai....

Ah, os cogumelos não dão para semear no meu blogue, não dá memso, mas que pena..beijinhos meus, laura.

Laura disse...

Olaeé, olaró o menino por onde anda? de férias? bem me pareceu..beijinhos.

mixtu disse...

a mulher

flor

água

sal

fragil

digna

árvore grande...

abrazos serranos

Fabricante de Sonhos disse...

Meu poeta,
Voltei para conferir se tinha texto novo! E aproveito para elogiar essa imagem!
É magnífica!

Um beijinho doce!

Dalinha Catunda disse...

Olá Poeta,
Voltei para para mais uma espiadinha neste espaço especial que tanto me agrada.
Um abraço,
Dalinha